NO CERNE DA POESIA

 

Segura minha mão e leva-me

Quero perder-me em versos

Caminhar pelas rimas desconexas

Enxergar o avesso da poesia

 

Sentir o cerne da inspiração

Mergulhar na dor, amor do poeta

Saltitar pela vibração da alegria

Desfragmentada em versos pela vida

 

Quero banhar-me na ilusão

Desvendar sua força e poder

Sem medo pelo seu encanto me perder

Entrego-me de corpo e alma

 

Só assim é possível compreender

O que há nas entrelinhas de cada verso

Nuances da essência de um poeta

Que dos versos não conseguem se desprender

 

Frente a frente com seu âmago

Vejo-me nua; sob meus pés, palavras, letras

À espera de serem reveladas

Em versos e rimas, o nascer da poesia.


Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados à Marcela Re Ribeiro - Reprodução Proibida

LIVROS DA AUTORA

​SIGA-ME

  • Facebook Classic
  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Twitter Classic
  • c-youtube

© 2018 Todos os Direitos Reservados à Marcela Re Ribeiro