PERDI-ME

Perdi-me na esquina de minha alma
Encolhida em tristeza e desespero
Jorro em lágrima minha dor
Afogo minha coragem...
 
...Sem ar, respiro o que resta de mim
Flagelo de uma história inacabada
Mal começada, desvios, esquinas solitárias
Não sou mais nada, não sei se fui
 
Perdida em um beco escuro, grito
Ecos de fraqueza, pesar, desânimo
Não há sinal de resposta, só silêncio
Perambulo em passos nulos, sem sentido
 
Em meu coração o punhal do tempo
Sangra verdades, coagula meus sonhos
Desgraçada minha sina se revela e se apossa
Estendo minha mão e deixo-me ir
Perdi-me


Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados à Marcela Re Ribeiro - Reprodução Proibida

LIVROS DA AUTORA

​SIGA-ME

  • Facebook Classic
  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Twitter Classic
  • c-youtube

© 2018 Todos os Direitos Reservados à Marcela Re Ribeiro